Design Thinking Passo a Passo: Fase 4 Protótipo e Testes

Nesta última etapa, através de protótipos e testes vamos validar nossas hipóteses e idéias para chegar as conclusões e atingir as expectativas iniciais.

 

Lembrando que considero ser essencial que você já tenha lido os artigos anteriores destacando cada etapa do processo.

 

Caso ainda não tenha visto, clique nos links abaixo para acessar:

 

Design Thinking Passo a Passo: Fase 1 Pesquisa
Design Thinking Passo a Passo: Fase 2 Insights e Briefing
Design Thinking Passo a Passo: Fase 3 Ideação e Desenvolvimento

 

Protótipos

prototipo-webframe

Protótipos são essenciais para transmitirmos tudo aquilo que foi alinhado para algo físico que possa ser testado com o usuário final.

 

Pense sempre nos resultados que queremos atingir com a sua criação.

 

Os resultados podem redefinir o problema principal ou outras dificuldades que não identificamos nas fases anteriores do processo.

 

Não gaste tanto tempo ou investimento para produzir, a idéia de um protótipo é justamente ser algo ágil. Lembrando que o Design Thinking não é um processo linear, portanto podem existir algumas alterações no futuro.

 

Assim que forem identificadas falhas ou melhorias ainda não apontadas, podemos voltar para a primeira fase e realizar novas pesquisas.

 

Protótipos de Baixa Fidelidade

prototipo-baixafidelidade-webframe

É importante destacar que o protótipo em geral não deve ser algo complexo de ser desenvolvido. Sua principal função é de transmitir os resultados.

 

Caso exista um Designer na equipe, o conteúdo poderá ser desenvolvido mais detalhadamente se for interessante para o projeto.

 

Diversas são as ferramentas que podem ser utilizadas pelo profissional como Adobe XD, Sketch, Axure ou até mesmo com o Draw.io do Google.

 

Essas ferramentas de prototipação já conseguem mostrar o fluxo do projeto através da transição das telas, ajudando a qualificar o escopo e fluxo de navegação.

 

Porém caso não tenha esse profissional na equipe, pode utilizar qualquer outro material para exemplificar o processo como fotos, storyboard ou desenhos em um arquivo de apresentações como o Power Point ou Apresentações do Google.

 

Protótipos de Alta Fidelidade

prototipo-altafidelidade-webframe

Caso seu projeto necessite de um protótipo de alta fidelidade, ou seja, o mais próximo possível do produto final, separe cada tela individualmente.

 

Se por exemplo for desenvolvido um software com diversos perfis e usuários, separe cada perfil destacando as possíveis dúvidas como:

 

A quais telas esse perfil terá acesso?

Como será realizado o login desse usuário?

Quem ficará responsável por criar esse perfil?

Quais serão os alertas e validações que vamos utilizar em casos de erro?

 

Embora seja bem mais trabalhoso, esse processo facilitará muito na hora do programador produzir o produto final.

 

Lembre-se que quanto antes conseguir prever todas as implementações necessárias, melhor e mais rápido você terá o seu projeto finalizado e sem erros.

 

Destacando que nesse caso o ideal seria ter pelo menos um Designer profissional ou alguém com habilidades em prototipação para passar exatamente a idéia do projeto para a equipe de desenvolvimento.

 

Fase de Testes

teste-com-usuarios-webframe

Após o desenvolvimento dos protótipos, seja alta ou baixa fidelidade, e a validação com a equipe interna, já podemos apresentar o resultado para uma parcela do nosso usuário final.

 

Caso o projeto seja algo totalmente novo e não possua um público já estabelecido, tente encontrar pessoas que se assemelham as personas criadas nas fases anteriores.

 

Mesmo não sendo um usuário real, você com certeza irá conseguir informações valiosas com base nas reações.

 

Se a empresa já possui um público existente, separe um pequeno grupo de usuários para validar sua aplicação.

 

Nesse caso é importante destacar que se trata apenas de um teste e principalmente colher as principais informações, reações e opiniões a respeito do contato com o protótipo.

 

Observe o entusiasmo em cada momento da experiência de uso. Não se esqueça de separar algumas perguntas para realizar um follow up no final do teste.

 

Entrega e Resultados

entregra-webframe

Após a realização dos testes e a coleta dos resultados, vamos identificar se atingimos a expectativa em torno do objetivo principal.

 

Caso esteja 100% correto e as respostas tenham sido condizentes com a proposta, podemos encaminhar para a equipe de desenvolvimento caso seja uma aplicação.

 

Observando Melhorias

melhorias-webframe

É normal após a entrega de um projeto verificarmos se ainda sim algo tenha ficado pendente ou com alguma dificuldade por parte do usuário.

 

Nosso foco nesse momento será em encontrar os nossos Early Adopters o mais cedo possível.

 

Early Adopters ou Adotantes Iniciais são caracterizados pelos primeiros consumidores a comprar um produto ou serviço e compartilhar suas opiniões a respeito.

 

É essencial identificar esse tipo de usuário o quanto antes, pois ele pode atuar tanto para a divulgação positiva quanto negativa do projeto.

 

Conclusão

Espero ter destacado de forma mais clara as principais fases do Design Thinking.

 

Acredito que com essa base de artigos você tenha entendido um pouco melhor como funciona, a aplicação prática e o fluxo de idéias.

 

Lembro aqui que não se trata de um processo linear, é comum você chegar até essa fase ter que retornar a primeira fase de pesquisa, nem sempre temos as suposições corretas e cabe a você e sua equipe identificar todas as possíveis dificuldades, melhorias e implementações.

 

Muito Obrigado por fazer parte de mais essa jornada!

Sinta-se à vontade para deixar seu comentário, crítica ou sugestão

Grande Abraço!

Outros Artigos

The following two tabs change content below.
avatar-150x150

Yuri Zaban

Designer web focado em desenvolvimento de sites, criação, identidade visual, email marketing e branding. Sou antenado em tecnologia além de acompanhar diariamente as principais tendencias do mercado.
avatar-150x150

Latest posts by Yuri Zaban (see all)