7 Habilidades Essenciais para UX Designers

Não existe uma fórmula pronta para trabalhar com UX Design certamente. Portanto, devemos aprender cada vez mais habilidades para aplicar em nossos projetos primeiramente.

 

Confira neste artigo alguns requisitos que vão te ajudar a aplicar a experiência do usuário em sua rotina como profissional da área.

 

1) Entenda os Objetivos do Negócio

 

objetivos-do-negocio-webframe

 

Antes de pensar em qualquer método ou aplicação de ux, é fundamental entender os principais objetivos da empresa com aquela interação principalmente.

 

• O que a empresa ou cliente tem como objetivo para este projeto?
• Qual o problema que vamos solucionar?
• Já existem dados ou métricas anteriores para serem levantadas afinal?
• O que é esperado com a aplicação de ux sobretudo?
• Quais são os recursos e o prazo?
• Existe alguma falha técnica ou comercial no processo?

 

Como dito anteriormente, não existe uma receita definida para a abordagem de ux.

 

Liste todos os dados possíveis a respeito do projeto e considere o tempo, recursos e restrições que poderá encontrar no projeto sobretudo.

 

Após essas atitudes ficará mais claro o real propósito da aplicação.

 

2) Conheça seus Usuários

 

conheca-seus-usuarios-webframe

 

Essa com certeza é uma das prioridades para identificar resultados reais do projeto de fato.

 

Entenda os comportamentos, necessidades e motivações do cliente com o serviço o produto. A coleta desses dados irá ajudar a validar suas hipóteses e destacar uma ação a ser tomada em seguida.

 

Procure analisar também a jornada do seu usuário em todo o processo de venda. Desde o atendimento até o pós venda.

 

Alguns itens importantes antes da fase de prototipação são:

 

• Quem são os usuários finais?
• Quais são os cenários encontrados pelo usuário?
• Qual o impacto e aplicação do produto na vida do usuário acima de tudo?
• Para quais plataformas o projeto será desenvolvido similarmente? (ponto físico, mobile, desktop, aplicativos..)

 

Portanto, não menospreze a aplicação de testes com o usuário final.

 

Mesmo com tempo e recursos escassos, podemos desenvolver uma pesquisa com uma simulação interna dentro da própria empresa com seus funcionários.

 

Lembre-se que isso irá poupar tempo e dinheiro além de um real impacto no mercado futuramente.

 

Antes de mais nada, promova mudanças reais em seus estudos. Analise qualquer canal possível de feedback como formulários de contato, Reclame Aqui, qualificações de produto, etc..

 

3) Métricas em UX

 

metricas-ux-webframe

 

Não pense apenas em entregar um projeto por apenas entregar. Você deve agregar valor de modo que futuramente possa ser possível mensurar o desempenho da entrega como resultado.

 

O termo conhecido como KPIs (indicadores de desempenho) são geralmente os termos utilizados para medir esse valor. Tente aplicar o quanto antes em seus projetos.

 

Alguns dados que devem ser qualificados:

 

• Como será medido o KPI ou como você irá medir o seu sucesso através das métricas?
• Os usuários conseguem concluir seus objetivos com sucesso afinal?
• Os usuários tem facilidade em interagir com seu produto?
• Seu público está disposto a recomendar o produto para um amigo?

 

4) Desafie e Questione Quando Necessário

 

questione-webframe

 

Terão situações em que o dono do negócio ou gerente de produto vão acreditar que já sabem tudo que seus usuários precisam, mais até do que a equipe de UX a princípio.

 

Tome cuidado com esse tipo de situação. Confrontar diretamente não irá resolver a questão e ainda poderá gerar alguma rixa ou desconfiança entre as equipes.

 

Procure contornar de modo inteligente essa situação. Pontue cada levantamento do dono do projeto e o desafie a validar essas hipóteses com argumentos sólidos com a finalidade de validar suas hipóteses.

 

Isso fará com que a situação fique mais tranquila e facilitará um possível acordo entre as partes certamente.

 

 

5) Não se Limite

 

nao-se-limitar-webframe

 

Atualmente temos muitas tecnologias disponíveis no mercado. Diversas são as aplicações e programas que surgem diariamente.

 

Claro que você não deve aprender tudo de novo que aparece, porém é importante você saber alguns termos, programas e métodos de trabalho que são utilizados nas maiores empresas do mundo.

 

Procure sempre aprender com as pessoas ao seu redor. Com certeza um desenvolvedor, gerente comercial ou o marketing pode te ajudar a abrir seus horizontes e te ensinar algo novo.

 

Uma dica de inovação é começar a estudar a interação por voz e conversação. Embora seja algo que esteja em menor escala aqui no Brasil, é uma tendência o alto crescimento de dispositivos inteligêntes, chatbots e interfaces híbridas, possibilitando uma maior interação com vozes ou gestos.

 

6) Conte uma História

 

historia-webframe

 

Vivemos em uma época em que os vídeos são um dos maiores meios de divulgação online.

 

Muito disso se reflete na capacidade de se criar histórias. Seja em episódios de construção de uma casa no Minecraft ou o dia a dia do seu blogueiro favorito.

 

É essencial contar uma história e manter seus usuários atentos. Isso é muito importante para se criar uma real conexão.

 

Lembre-se que hoje os negócios são feitos por pessoas e não por marcas. Quanto menos “robotizado” for o seu produto melhor serão os resultados.

 

 

7) Mapeie a Jornada do Usuário para Todos os Dispositivos

 

jornada-usuario-webframe

 

Quando pensamos em projetar a melhor experiência para nossos usuários, vemos isso em um quadro geral.

 

Entretanto, o que podemos fazer em um caso como esse:

 

Um homem está no sofá escolhendo um filme no catálogo da Netflix pelo smartphone. Após escolher, utiliza o comando de voz do Google Home para reproduzir o filme diretamente em sua Smart TV. Enquanto isso, ao mesmo tempo, seu filho pequeno está vendo uma animação infantil no tablet.

 

Vemos que nesse caso temos mais de uma interface e diferntes usuários acessando a mesma aplicação.

 

Como podemos otimizar a experiência para o homem no smarthpone? e pela Smart TV? Será que a criança terá acesso a mesma interface do pai?

 

Acredito que esse é o grande desafio que temos atualmente. Claro que a Netflix já realiza constantemente testes de usabilidade para melhorar ainda mais a experência com o seu produto e suas interfaces.

 

Conclusão

Fique atento as novidades, ferramentas e tecnologias de ponta relacionadas a experiência do usuário.

 

Vivemos em um mundo que está em constante transformação e mudanças.

 

Ao mesmo tempo que temos sorte por poder acompanhar e trabalhar em um campo tão amplo, cheio de oportunidades e desafiador, temos que estar em constante processo de aprendizagem, se tornando cada vez mais presente nas novas tecnologias.

 

Caso queira aprender mais sobre métodos de ux, recomendo este meu treinamento e artigo online Design Thinking Na Prática, ele é totalmente de graça! Para acessar só clicar aqui.

 

E ai, o que achou do artigo? Conheçe algum outro processo que possa complementar no artigo? Deixe seu comentário e vamos aprender ainda mais sobre os processos de UX!

 

Grande Abraço.

Outros Artigos

The following two tabs change content below.
avatar-150x150

Yuri Zaban

Designer web focado em desenvolvimento de sites, criação, identidade visual, email marketing e branding. Sou antenado em tecnologia além de acompanhar diariamente as principais tendencias do mercado.